Ando com vontade de voltar a este blog. Deixa ver no que dá.

Após 40 anos de espera, o Jardim Botânico de Lisboa foi, finalmente, decretado Monumento Nacional! Para marcar este facto, e na semana em que completa 132 anos, a Loja de História Natural associa-se à Liga dos Amigos do Jardim Botânico – LAJB para oferecer a todos uma visita guiada ao jardim.

A visita terá lugar no próximo dia 13 de Novembro de 2010, pelas 15h00. O ponto de encontro é a Loja de História Natural, na R. do Monte Olivete, 40, em frente à escadaria da Politécnica. O custo da visita é o custo de entrada no jardim (1,5€/0,75€).

.

A entrada no jardim é gratuita para sócios da LAJB. Ser sócio da Liga custa 10€ por ano. Faça-se sócio! O Jardim Botânico de Lisboa está deteriorado e corre risco de ser diminuido, na sua Missão e na área efectiva de jardim. Apoie a LAJB, usufruindo ao mesmo deste belo jardim.

P.S. – Atenção, para que não haja confusão: o aniversário do jardim é, oficialmente, no dia 11 Novembro, Quinta-feira. Mas a visita só vai ser no dia 13 (Sábado) com início às 15h00, na loja!

Seguir a ligação da imagem para imprimir o programa (.pdf).
:
Dias 25 e 26 de Setembro de 2010 (Sábado e Domingo) a Loja de História Natural irá desenvolver o seu primeiro programa de actividades, a decorrer durante as Jornadas Europeias de Património. O objectivo desta iniciativa é contribuir para chamar a atenção para o Património Vivo como parte integrante e enriquecedora do nosso património. Em especial, queremos focar a nossa atenção no bairro em que se insere a loja, no Príncipe Real, e contribuir para o conhecimento do seu riquíssimo espólio de árvores e outras plantas de interesse histórico e científico que compõem o Jardim Botânico da Universidade de Lisboa e o Jardim França Borges.
:

No programa que apresentamos aqui, incluímos uma visita guiada ao Jardim Botânico no Sábado de manhã, promovida pela Liga dos Amigos do Jardim Botânico para chamar a atenção para a ameaça real ao jardim que vem do Plano de Pormenor do Parque Mayer, defendido pela Câmara Municipal de Lisboa (CML). A mesma CML que em 2009/2010 deu um golpe duríssimo no Jardim França Borges, mostrando não ter a sensibilidade necessária para gerir os seus espaços verdes de forma equilibrada e respeitadora dos seus valores. Faremos por isso uma visita ao Jardim França Borges, em colaboração com os Amigos do Príncipe Real, para dar o conhecer o riquíssimo mas ameaçado espólio arbóreo deste jardim.

No Sábado, 25 de Setembro de 2010, promovemos também um almoço convívio para bloguistas e leitores de Blogs de Ambiente, a decorrer entre as duas visitas no Sábado.

Já no Domingo, organizamos de manhã, em colaboração com o Mar Energético, uma visita guiada ao Jardim Botânico sobre a o tema da gravidez e a sua relação com as plantas, e à tarde promovemos uma Oficina de Desenho de Campo com o ilustrador Filipe Franco.

Hoje é um dia essencial para o futuro do Jardim Botânico da Universidade de Lisboa. Podem ver informação sobre esta questão, que hoje, 30 de Junho de 2010, vai a votos às 15h na CML, na forma de “Plano de pormenor do Parque Mayer, Jardim Botânico e zona envolvente”:
1
– no blog da Liga dos Amigos do Jardim Botânico
– no Público de hoje
1
Só um grande movimento cívico poderá moderar este assalto concertado ao Jardim Botânico da Universidade de Lisboa, que corre o risco de se tornar num jardim de recreio, muito mais pobre em biodiversidade e interesse botânico,  de menor área, tornado em logradouro de interesses comercias, fechado à circulação de ar por prédios cada vez mais altos á sua volta.
1
Irei colocar mais ligações sobre esta questão conforme houver desenvolvimentos. Mas, por favor, informem-se sobre o que se passa, começando pelos links acima. Mesmo se a vossa opinião venha a ser contrária. Está em jogo Património Nacional. Toda a área perdida do Jardim Botânico nunca mais será recuperada, dêem lá a volta que as autoridades e projectistas queiram dar à questão.

Inaugurou no dia 24 de Junho de 2010, na Galeria Pedro Serrenho, uma exposição de pintura intitulada Caderno de Campo, da autoria de Vanda Vilela. No blog da autora podem ser vistas todas as obras em exposição.

Os quadros, quase todos em grandes formatos, com tamanhos superiores a 100 x100 cm, são inspirados em temas de história natural. A exposição é deslumbrante e de uma enorme riqueza cromática e de formas inspiradas nos seres que nos rodeiam. Os quadros de Vanda Vilela dão uma nova visão sobre aves, insectos, mamíferos, plantas, uma cornucópia de seres vivos que ganham vida na sua obra e que são re-interpretados.

Enquanto biólogo aderi de imediato à abordagem da pintora. A paixão pelos temas que dominam a minha vida profissional é celebrada com mestria e originalidade nos seus quadros. As cores são vibrantes, ricas.  O detalhe quase fotográfico. É o tipo de arte que adoraria ver todos dias, em casa ou no trabalho.

E durante um mês, até 24 de Julho de 2010 pode ser vista na Rua Almeida e Sousa 21A, Campo de Ourique,  Terça a Sábado das 11h às 13 e das 14h às 20h. Para mais informações, consultar a página da Galeria. Uma exposição a não perder.

É já nos próximos dias 26 e 27 de Junho de 2010 que irá decorrer na Herdade da Mourisca (Moinho de Maré da Mourisca), Faralhão, a cerca de 6 km de Setúbal, na Reserva Natural do Estuário do Sado a segunda edição da  Feira Ornitológica Observanatura. “A Feira conta com uma variedade de iniciativas cujo tema forte é o Turismo da Natureza, com especial destaque para o “Birdwatching”. Nestes dois dias os visitantes poderão usufruir de workshops, mini-cursos, passeios na Reserva Natural do Estuário do Sado, por terra e no rio, para observação de aves, actividades para os mais jovens, ateliês e sessões de anilhagem, à semelhança do ano anterior.” Ver toda a programação e informação aqui.

As actividades no Jardim Botânico

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.