rioseco

Foto de Miguel Barbosa

Quem o documenta é Miguel Barbosa do excelente blog de história natural Fauna Ibérica. A seca estival é atribuida à fraca precipitação e temperaturas elevadas. E ao facto de o rio Maças ser um rio – felizmente! – ainda selvagem, sem barragens a regular o seu caudal.

De facto, Agosto foi mais quente do que o normal e a seca meteorológica mantém-se em quase todo o território continental, sendo que 37% do território se encontra em situação de seca moderada, 34% seca severa e 25% em seca fraca. Ou seja 96% do país está em período de seca (ver aqui). Mas devido a vários dias seguidos de precipitação fraca nos meses de Janeiro e Fevereiro e aos frequentes nevões no último Inverno a percepção das pessoas é de estarmos num ano chuvoso.