O canteiro dos espargos e muita água na boca: vai umas migas de espargos bravos?! Foto de Fernando Jorge.

Decorreu no passado Domingo 13 de Dezembro uma visita guiada ao Jardim Botânico da Universidade de Lisboa sobre os Agaves e Aloés. Esta visita foi uma oferta minha à Liga dos Amigos do Jardim Botânico (LAJB), organização de que sou sócio e à qual o Jardim Botânico muito deve. O blogue da Liga publicou um generoso artigo sobre esta visita aqui.

Quando fiz o curso de guia do Jardim Botânico em 2007, eu e vários dos alunos e futuros guias fomos agraciados por um generoso prémio por parte desta organização. Fiquei agradavelmente surpreendido, não só pelo prazer egotista que me deu receber o prémio, claro está, mas por haver uma organização que se preocupava em tentar estimular os futuros guias do jardim e incentivá-los a melhorarem o seu trabalho.

Fiz-me sócio e passei a usufruir do privilégio de entradas ilimitadas ao jardim de que os sócios da Liga usufruem (sugestão: façam-se sócios!). E a saber que apoiava uma organização que desempenha um papel essencial na defesa do Jardim Botânico que está sobre um enorme ataque de pressão urbanística.

A oferta desta visita foi uma pequena forma de agradecer à Liga a sua dedicação ao Jardim Botânico – nunca esquecendo que por detrás de organizações estão pessoas reais! – e aos sócios da Liga por a apoiarem. Espero em breve poder oferecer mais uma visita de entre as 10 visitas que integram o programa Laços de Família. Obrigado também a Fernando Jorge pelas fotos aqui publicadas.

No final do Outono, a floração dos Aloés enche o jardim de cor. Foto de Fernando Jorge.

Um alimento precioso para insectos nectaríferos numa altura de fracos recursos. Foto de Fernando Jorge.